Postado em 24 de Maio de 2016 às 16h32

    Você está sempre reclamando de tudo?

    Personalidade (33)

    Você está constantemente se perguntando “por que tudo acontece comigo?”Já acorda de mal com o mundo e com as pessoas que fazem parte dele? Está sempre pensando no que mais falta te acontecer depois de tudo que já passou? Já perdeu a esperança de acreditar que pode melhorar? Sente que tudo que faz não é reconhecido? Está sempre se lamentando de tudo e de todos? Todos os acontecimentos e pessoas parecem apenas te prejudicar? Você é o que chamamos de “vitima”.

    Todo mundo conhece pelo menos uma pessoa que se faz de vítima, aquela que reclama de tudo, dá desculpas para todos os seus fracassos e oportunidades perdidas. Algumas dessas pessoas que se fazem de vítima são chamadas de preguiçosas, mal humoradas, depressivas, mas na verdade são pessoas com sentimento de vítima.

    A vítima quer comprar o sentimento do próximo, vendendo a lamentável história de sua vida, como perderam grandes oportunidades ou como nunca tiveram nenhuma, como tinham muito e perderam tudo, como os outros têm muito e ela não tem nada, como é sofrida, como é difícil sua vida, como não é compreendida pelos pais, pelo chefe, pelo marido, pela mulher, pelos filhos, pelos amigos, pela sociedade etc. nunca se cansam de contar as mesmas histórias.

    Além disso, jogam a responsabilidade se suas vidas nas mãos de outros ou de alguma coisa, como os que culpam o governo por sua miséria, que culpam seus pais por tudo, que culpam o gasto com os filhos causando sua miséria etc. A vítima espera por dó, piedade, compaixão, doação, às vezes, mente para garantir que todos compreendam que ela é realmente desafortunada. Às vezes escondem sua preguiça pedindo para alguém fazer por ela, pois é uma coitada, doente, ou não sabe fazer etc.

    E se alguém tenta tirar essa máscara de seu rosto pode ficar muito irritada e violenta como um bandido pego no flagra.Como é possível reverter tal estado lamentável? Essa pessoa só espera pelas migalhas e esmolas que suas lamentações trarão.

    Podemos dizer a mais pura verdade para a vítima, tipo: “Você é a única responsável por sua vida!”, isso irá ferir ela profundamente e muito dificilmente aceitará tal afirmação, achará milhões de desculpas como: é por motivo de saúde, falta de estudo, o governo é ruim, os Estados Unidos mandam no planeta, alienígenas ame abduziram quando era pequena, fizeram macumba pra mim, jogaram olho gordo, etc.

    Assim, a vítima, nunca se cansará de colocar obstáculos a grande verdade inaceitável! “Cada um é responsável por sua vida!”.

    Tanto o Herói, quanto a vítima sofrem do mesmo mal, o herói pensa “Eu sou responsável por todos” e a vítima “todos são responsáveis por mim”.

    O caminho do meio é simples e fácil: “Eu sou o único responsável por minha vida, e só por minha vida”. Não sou vítima nem herói, sou eu mesmo.

    Como saber se você é uma vítima? (Se é que ainda não descobriu)

    Um bom exercício para perceber esse processo é perceber quais evoluções obteve nos últimos anos. Você continua reclamando dos mesmos problemas há quanto tempo? O que mudou? Depois pergunte para si mesma como estará daqui a cinco anos, se continuar agindo com os mesmos comportamentos. Estará como gostaria de estar? Se a resposta for não, faça uma reflexão de quais padrões estão se repetindo em sua vida e o que gostaria de mudar. O que fazer para chegar ao resultado que deseja? Será que se continuar plantando sementes de feijão, irá colher arroz? Com certeza não.

    Vítima? Do quê? Para quê? Qual o objetivo de estar sempre se lamentando por tudo que acontece ao invés de estar refletindo sobre os aprendizados? Enquanto seu sofrimento seja por qual motivo for, não for capaz de transformar seus sentimentos, podem ser destruidores para você mesma. Pare de acreditar que só será reconhecida através do seu sofrimento. É preciso entender que você pode se dar, mas sem se perder! Nesse momento perceberá que sua vida depende de você e que nada a fará mudar enquanto não se permitir se libertar de tudo que a faz permanecer no mesmo lugar

    Assim, assuma o Domínio de sua vida você mesmo, assuma o volante desse carro que corre a cada dia mais rápido.

    Quando se pegar mal dizendo, reclamando, colocando obstáculos, etc vá até um espelho e pergunte: "estou me fazendo de vítima"?

    Por Ieda Dreger. 

    Veja também

    Você está sempre tentando modificar seu parceiro?23/05/16 Você já tentou ou pelo menos desejou mudar algo em seu parceiro? Dar uma “arrumadinha” nele... deixá-lo mais romântico, ou deixá-la mais econômica, ou mais organizado(a)? Mais objetivo(a) ou mais sentimental? Nos relacionamentos algumas vezes chegamos a crer que estaríamos mais felizes com pessoas que pensam da mesma forma que nós, ou que possuem as......
    Só um novo amor apaga o antigo?24/05/16 O fim de um relacionamento é sempre doloroso. Quando é forçado pra uma das partes então... Solange, coitada, mal pôde aproveitar o namoro sem pesos na consciência com Luciano e já o perdeu. Achando que o amor da......
    O que é Natal?24/05/16 É natal e na grande magia que evolve esta época do ano, despertam dentro de alguns um potencial de solidariedade e compaixão , surgem as campanhas contra a fome e a miséria humana, renasce dentro de nós a esperança na......

    Voltar para Blog