Postado em 24 de Maio de 2016 às 10h19

    Perguntas e Respostas sobre sexualidade – parte 01

    Sexualidade (13)

    Existe Homens que não gostam de sexo?

    Existe pessoas que não gostam de sexo? Todas as pessoas deveriam gostar de sexo para serem consideradas normais? Tem pessoas que simplesmente não curtem este prazer? E a questão de gênero (homem ou mulher), existem um gênero que gosta mais de sexo que o outro?
    Bem, precisamos compreender que fazer sexo não é algo obrigatório. Mas nse você é uma pessoa que não gostam nenhum pouco, talvez valha a pena investigar o que há por trás disso, porque pode ser uma disfunção sexual que é caracterizada pela inibição ou ausência do desejo. E se for isso, tem tratamento, se você quiser. É importante lembrar ainda que a perda do desejo sexual (quando você já o teve) vem acompanhada pela perda de vontade de um todo, do prazer, da felicidade e outros. Então, geralmente não se perde o prazer pelo sexo apenas, perde-se o prazer como um todo. Há ainda algumas pessoas que não fazem sexo por medo. Medo de várias coisas, o que pode ser fruto de alguma passagem de sua vida ou pode ser fruto de uma educação que falou do sexo de forma negativa ou inadequada, como o fato de doer, de ser ruim, de ser sujo, ser feio...enfim, identifique o que lhe ocorre, e se quiser, busque ajuda, você pode descobrir coisas muito boas a partir disso.

    O DESEJO ACABA COM A IDADE?

    Vamos comparar o desejo ao pique, o pique diminui? Para por completo? Assim é o desejo, não se finda nunca. Nossa cultura evidencia muito a questão do sexo como atividade de gente jovem apenas, mas não é uma verdade. O que acontece é que as pessoas passam a desvalorizar o sexo com o passar do tempo, assim o desejo vai embora mesmo.
    Outro fator que atrapalha é: quando a mulher sente-se velha e pouco atraente para a sexualidade. Sexo depende bastante da autoestima, assim fica complicado o sexo.
    Há ainda a pessoa que não mais deseja o seu(sua) parceiro(a), assim, sublima a atividade sexual. Então acha que o desejo acabou, acabou para com aquela pessoa?
    Sobre dizer que homem gosta mais de sexo ou tem mais desejo, precisamos esclarecer que não há nada no organismo que justifique isso. É fruto de nossa educação, onde ao homem tudo é permitido e à mulher tudo é vetado. 

    É PRECISO QUE A MULHER PENSE MAIS EM SEXO

    Muitas mulheres vem ao consultório queixando-se que não sentem mais desejo sexual ou que o tem apenas de vez em quando, ou ainda que falta tempo para o sexo. Claro que há muito coisa a fazer no dia a dia, é o trabalho, a casa, os filhos, ao corpo...o sexo fica para depois.
    Mas é bom lembrar que aprender a sentir prazer com o sexo pode lhe trazer uma imensa energia e bem estar, porque, como escrevi, é um prazer, e gratuito.
    Algumas pessoas me dizem: mas eu não tenho namorado(a)...Você pode escolher exercer sua atividade sozinho(a) ou não. Sozinho(a) é uma forma interessante de descobrir seu corpo, com alguém, torna-se uma troca.
    “Dados da Sociedade Brasileira de Estudos em Sexualidade Humana (Sbrash) revelam que 30% a 40% das mulheres se queixam de queda ou ausência de desejo sexual. Há várias causas para esse tipo de problema, desde físicas, como um distúrbio hormonal, até emocionais e comportamentais”.
    Nas causas emocionais e comportamentais podemos citar: ansiedade, vida sedentária, filhos, perdas (de emprego ou mesmo morte), trabalho, estresse, falta de sono, etc.
    Mas em termos de comportamento propriamente dito, falta às mulheres pensar mais em sexo. Alguém já prestou atenção em quantas vezes os homens pensam em sexo? A mulher precisa permitir-se mais fantasias, estar mais ligada em sexo. Esta é uma excelente forma de estimular o desejo. Busque fantasiar um encontro: onde será, de que forma estarão vestidos, o que acontecerá...Existem contos eróticos que ajudam no estímulo.
    Assim, se você conseguir pensar mais em sexo, abra um espaço na sua agenda para isso também. Não vá para a cama sempre muito tarde, quando já está exausta. Isso mata qualquer desejo, tome um banho gostoso, coloque um perfume, passe um creme, uma roupa de dormir gostosa, e exercite-se, sozinha ou com alguém, o importante é tirar tempo para este prazer.

    Por Ieda Dreger. 

    Perguntas e Respostas sobre sexualidade – parte 02

    Existe alguma medicação para o orgasmo feminino?

    Mulheres e homens me perguntam se há algum medicamento capaz de ajudar as mulheres a sentirem mais prazer ou até chegar ao orgasmo? Assim como tem remédio para auxiliar os homens sem suas dificuldades sexuais, existe algum para as mulheres? A resposta é não. Efetivamente ainda não temos, várias propostas estão em estudo, mas nada comprovado ainda.
    Mas também fico pensando se adianta a gente querer uma formula milagrosa para trazer mais desejo, excitação ou o orgasmo. Isso seria paralelo a buscar drogas lícitas e ilícitas para se divertir? Será que o segredo não está na nossa cabeça? Nos meus atendimentos percebo que as maiores causas para a falta de libido é a cabeça, não são causas físicas. E os remédios? Eles ajudam a parte orgânica, não as emocionais.
    Como fazer então? Penso que não se cobrar tanto é uma primeira saída. Pensamentos e preocupações do tipo: “tenho que conseguir”, “a revista me ensinou como”, “minhas amigas disseram que adora”, “o que tem de errado comigo”. Esses questionamentos apenas atrapalham.
    Uma outra questão é ficar a vontade com seu corpo. Isso significa se olhar sem vergonha, passar um creme e sentir em que lugares você gosta de ser tocada, tomar um banho gostoso e sentir seu corpo. Quando você conseguir saber onde você gosta de ser acariciada, onde você gosta de ser tocada, vai poder falar sobre isso com seu parceiro. Não somos todas iguais, e ninguém tem bola de cristal. Se você não sabe onde gosta, como o outro vai saber?

    Pode existir prazer no sexo rotineiro?

    Será que é possível sentir prazer mesmo quando o casal já está junto há mais tempo, 5, 10, 15 anos? A rotina faz mesmo mal? Aquele dito que o sexo acaba depois do casamento é verdade?
    Existe um período de paixão, alguns casais tem, que segundo a ciência, é algo que dura de 2 a 3 anos. Quando isso acaba, acabou a vida? Nunca mais vou sentir borboletas no estômago? A rotina é mesmo tudo de ruim?
    Bem, depende. A rotina pode ser fatal para a vida sexual. Mas não precisa ser. Há uma grande numero de coisas positivas e prazerosas, como: a cumplicidade e entrosamento aumentam com o passar do tempo na vida de um casal. Isso é bom para o sexo? Claro, as pessoas se abrem mais. Quanto mais à vontade você estiver, melhor será o sexo. Assim, o sexo acontece com mais qualidade, sem aflições e ansiedades que costumam acompanhar os casais no início dos relacionamentos.
    Bem, o que estão é ruim? A acomodação. As pessoas param de buscar novas formas de dar e sentir prazer. Deixa para a última hora do dia, esquece de namorar, não faz mais carinho a não ser quando for para rolar sexo, descuidam do corpo, da roupa, do cheiro. A relação sexual perde a qualidade. Eu sei que não é possível ser inventivo o tempo todo, mas se você for um rotineiro no seu trabalho e nunca troxer nada novo o que acontece?
    Talvez esses ingredientes é que faltem ao sexo rotineiro. Mas é fácil incluí-los no nosso dia-a-dia. Basta querer. Basta se dedicar. Basta resgatar os comportamentos eróticos do início do relacionamento de vocês dois. Se somarmos a isso a alta dose de cumplicidade e entrosamento, adquirida ao longo dos anos juntos, o sexo (e a vida a dois) só tem a ganhar. 

    Pode existir prazer no sexo rotineiro?

    Será que é possível sentir prazer mesmo quando o casal já está junto há mais tempo, 5, 10, 15 anos? A rotina faz mesmo mal? Aquele dito que o sexo acaba depois do casamento é verdade?
    Existe um período de paixão, alguns casais tem, que segundo a ciência, é algo que dura de 2 a 3 anos. Quando isso acaba, acabou a vida? Nunca mais vou sentir borboletas no estômago? A rotina é mesmo tudo de ruim?
    Bem, depende. A rotina pode ser fatal para a vida sexual. Mas não precisa ser. Há uma grande numero de coisas positivas e prazerosas, como: a cumplicidade e entrosamento aumentam com o passar do tempo na vida de um casal. Isso é bom para o sexo? Claro, as pessoas se abrem mais. Quanto mais à vontade você estiver, melhor será o sexo. Assim, o sexo acontece com mais qualidade, sem aflições e ansiedades que costumam acompanhar os casais no início dos relacionamentos.
    Bem, o que estão é ruim? A acomodação. As pessoas param de buscar novas formas de dar e sentir prazer. Deixa para a última hora do dia, esquece de namorar, não faz mais carinho a não ser quando for para rolar sexo, descuidam do corpo, da roupa, do cheiro. A relação sexual perde a qualidade. Eu sei que não é possível ser inventivo o tempo todo, mas se você for um rotineiro no seu trabalho e nunca troxer nada novo o que acontece?
    Talvez esses ingredientes é que faltem ao sexo rotineiro. Mas é fácil incluí-los no nosso dia-a-dia. Basta querer. Basta se dedicar. Basta resgatar os comportamentos eróticos do início do relacionamento de vocês dois. Se somarmos a isso a alta dose de cumplicidade e entrosamento, adquirida ao longo dos anos juntos, o sexo (e a vida a dois) só tem a ganhar.


    Por Ieda Dreger. 

    Veja também

    Você é uma pessoa explosiva?24/05/16 Ao longo de nossa vida, provavelmente esbarramos, ou, ainda, corremos o risco de esbarrar com pessoas que parecem levar uma carga de dinamite embaixo dos braços. E que não se trata do Bin Laden e nem dos homens-bombas, que explodem em prol da causa palestina, mas sim de indivíduos que estão sempre prestes a reagir como se fossem um deles: ao menor sinal de divergência detonam a......
    O meu filho vai ser reprovado, e agora?24/05/16 Não é fácil mesmo, porque aquele é o seu filho, educado por você, estudando na escola que você escolheu. Num primeiro momento, as famílias responsabilizam a instituição. Em outros momentos culpam a......
    Reprovação escolar, como lidar com ela?25/05/16 Poucas coisas são tão difíceis para a família quanto aceitar e conviver com a possibilidade de uma reprovação escolar. A idéia de “fracasso” tende a desestabilizar os pais. Não é......

    Voltar para Blog