Postado em 24 de Maio de 2016 às 17h58

    Medo de dirigir?

    Medos e fobias (12)

    O medo de dirigir independe de classe social, credo, histórico familiar, etc. De um lado temos as pessoas inseguras, sejam elas homens ou mulheres, que apresentam insegurança em outras áreas da vida também, e que essa insegurança se reflete também no ato de dirigir (ou não) um carro. De outro lado temos as pessoas seguras demais em muitas áreas da vida e inseguras para dirigir. Destas, a maior parte são mulheres e estão numa faixa etária de 30 a 45 anos. E, quase todas tem vida profissional definida. Socialmente são consideradas vitoriosas.

    Dão conta de vida profissional, do lar, do papel de mãe, de esposa, de filha...Mas dão pouca atenção a si mesmas. Trata-se de pessoas bastante responsáveis, que, se assumem um compromisso, dão conta dele da melhor maneira possível. São confiáveis, organizadas, detalhistas. Preocupam-se com o problema dos outros e procurar não ferir ninguém.

    Mas não gostam de críticas. A crítica dos outros pode magoá-las e irritá-las. Não admitem errar, e por não admitirem-se errar, evitam fazer determinadas coisas. Entre fazer e errar, (mesmo que seja um erro natural, já que precisa de tempo e dedicação para aprender a dirigir) preferem não fazer.

    Se pararmos para pensar, você já foi criancinha, sabe o tempo que demora e o quanto de paciência nossos pais precisam ter para que aprendamos a caminhar. Depois para aprendermos a andar de bicicleta. Para a alfabetização. Tudo leva seu tempo, precisa de investimento pessoal, de paciência, de dedicação diária, para a arte de aprender a dirigir um carro.

    Com isso não quero dizer que depende unicamente de sua força de vontade a solução do seu medo de dirigir. É preciso perceber o que há por trás do medo de dirigir um carro. É preciso saber primeiro quem está no volante de sua vida, e depois, esclarecer que atitudes você deve tomar no volante do carro.

    Você já sabe o que faz, muitos ao seu redor reconhecem sua capacidade em muitas áreas de sua vida, porque você faz com perfeição, e se não faz desta forma, sofre. Você quer fazer, mas quer garantias de sucesso. E nem sempre isso é possível. Mas você pode e deve ir em frente, com determinação sim, mas sem se agredir.

    É preciso estabelecer prioridades. Você tem tempo para administrar a casa, para ser esposa, para a sua profissão, para o laser, para ser mãe...qual o tempo que você se proporciona para fazer alguma coisa que pode lhe trazer benefícios? Quanto tempo você tem dedicado a aprender a dirigir um carro? Será que você não está dando ênfase apenas a uma das áreas de sua vida? Você já fez uma lista de tudo o que quer conseguir daqui pra frente em sua vida e qual a ordem de prioridades?

    Tanto para os seguros como para os inseguros, o que importa é perceber que querer dirigir envolve um planejamento. Vencer o medo de dirigir também. Talvez você precise de ajuda de algum profissional para lidar com seus medos. Se sentir necessidade disso, um psicoterapeuta (psicólogo) é a melhor pessoa para lhe ajudar.

    No entanto, lembre-se de coisas básicas:

    1) Você precisa investir no ato de aprender a dirigir, como investe em qualquer outra atividade (computação, costura, natação...)


    2) Aprender é gradativo, acontece passo a passo


    3) É necessário que você compreenda que homens e mulheres são diferentes na vida e no trânsito.


    4) Peça o carro, pegue o carro, assuma o carro e não se cobre tanto. Você já faz tantas coisas que dão certo.


    5)
    Seja você mesma. Faça de acordo com o seu ritmo. Não invente uma pessoa que você não é.

    Vá em frente e boa sorte!

    Por Ieda Dreger. 

    Veja também

    Seu filho está apático?24/05/16 Preguiça, moleza, desinteresse... Tudo parece muito chato. Tudo? Tudo mesmo? Ora, não é bem assim, nós sabemos disso. Quando o assunto é festa, música e baladas, tudo ganha cor e forma. Eles querem agito. O movimento rápido, o social, e a velocidade com que tudo acontece é o que interessa ao jovem. O mundo assim está. As cenas passam por nós e......
    A difícil arte de educar nos dias atuais25/05/16 Educar é um assunto corrente em consultório de psicologia. A necessidade de colocar limites é sempre muito questionada, tanto pelos filhos como entre os novos e dedicados pais. Muitas pessoas viveram em sua própria......
    Casamento antecipado por gravidez, você precisa estar atento!24/05/16 A chegada de um filho na vida de qualquer casal causa um grande impacto e muda o sistema, imagine na vida de uma casal que nem teve tempo de solidificar a vida conjugal. É preciso ter muito cuidado para que a relação não se perca......

    Voltar para Blog