Postado em 24 de Maio de 2016 às 16h50

    Como ter uma ano realmente novo

    Gerais (41)
    Terminou o ano e já se inicia outro. Essa época costuma provocar sentimentos contraditórios nas pessoas: ao mesmo tempo em que se lamentam pelas coisas que deram errado, imaginam que neste novo ano que se inicia tudo vai dar certo. Muitos aproveitam para fazer resoluções e promessas, na esperança de ter uma vida melhor.
    Mas depois de um tempo, os planos são esquecidos e tudo continua a ser como antes. A felicidade volta a ser um sonho incansável. O que acontece, em muitos casos, é que as decisões pedem mudanças muito drásticas de comportamento e as pessoas não encontram motivações para segui-las. Outras são exigentes demais e acreditam que só serão felizes quando ganharem muito dinheiro, se conseguirem ter um corpo perfeito ou se encontrarem o(a) parceiro(a) perfeito(a) – e quando isso não acontece sentem-se muito frustradas.
    Dinheiro, beleza, amor...tudo isso é muito importante, mas não podemos colocar nossa felicidade lá na frente. Lembro de uma frase, (embora não lembre do autor) que dizia: “a felicidade não é uma estação e sim uma maneira de caminhar”. Ou seja, a felicidade não é um carro, uma casa, um amor...isso ajuda, mas precisamos ser felizes também na caminhada, não apenas na chegada.
    O que é felicidade???? É um sentimento, e como todo sentimento, não dura para sempre. Temos momentos de maior ou de menor felicidade, ou até de nenhuma felicidade. Mas a felicidade se constrói com pequenas atitudes do dia a dia, se conseguirmos vibrar com elas.
    A seguir descrevo pequenas atitudes que podem trazer grandes resultados, o importante é que você não fique apenas sonhando com uma vida melhor, mas coloque em prática ações que contribuam, de fato, para alcanças seus objetivos, passo a passo. Inclua também seus projetos pessoais e lute por eles, tenha expectativas altas, não tem problema, mas dê-se um tempo maior para alcançá-las. Se perceber que alguma coisa não está lhe fazendo bem,desista dela. Seja ela pessoa, planta, ou outra coisa qualquer.
    • Em primeiro lugar, lembre-se que a felicidade não é algo que cai do céu, não depende de sorte, oportunidade ou eventos externos. Felicidade é algo que se aprende a cultivar. Depende de você, de sua disposição de encontrar satisfação no dia-a-dia.
    • Organize sua vida, no trabalho descarte papéis usados, canetas quebradas e materiais que não vai mais usar. Em casa, separe a roupa que não serve mais, os brinquedos que as crianças não usam mais, revistas velhas e todas as coisas que apenas ocupam espaço e contribuem para a bagunça. Doe a quem precisa. Em um ambiente organizado, você consegue se concentrar melhor nas suas tarefas e economiza tempo.
    • Não fique se lamentando pelas coisas que você poderia ter feito ou que não deveria ter feito. Não se pode voltar no tempo nem mudar o passado. Da mesma forma, não fique angustiado pensando no que pode acontecer com o futuro. Deixe para resolver os problemas quando, ou melhor, se eles realmente acontecerem.
    • Divida seus projetos em etapas e estabeleça datas para a conclusão de cada etapa. Toda meta fica mais fácil se for cumprida aos pouquinhos, e os prazos servem como estímulo. No final do ano, mesmo que você não tenha terminado tudo, ficará feliz por ter avançado em seus propósitos.
    • Se você tem um grande problema e não consegue lidar com ele, se deseja mudar algo em sua vida, em seu comportamento, e não tem coragem ou não sabe como fazer isso, procure a ajuda de um psicólogo. Não é errado ter fraquezas e dificuldades, ninguém é obrigado a ser super-herói o tempo todo. Admitir a ajuda de outras pessoas já é um grande passo para a superação dos problemas.
    • Dê valor ao seu companheiro (a). Depois de um tempo, muitos relacionamentos acabam permeados pela falta de atenção, cobranças excessivas e brigas. Procure sempre olhas as qualidades do outro com respeito e carinho, evitando atritos desnecessários.
    • Não deixe raiva ou mágoas guardadas por um tempo indefinido. Às vezes precisamos de um tempo antes de falar com a pessoa que nos magoou, mas que esse tempo seja definido e que você não se prejudique, porque sentimentos ruins servem apenas para aumentar os problemas e nos deixar infelizes por mais tempo.
    • Seja compreensivo e tolerante com as pessoas a sua volta. Cada um é diferente e tem a sua própria história de vida. Isso significa que uma pessoa não irá tomar necessariamente as mesmas decisões ou se comportar da forma que você faria no lugar dela. Aprenda a conviver e respeitar todos, sem fazer julgamentos.
    • Não peça a seu filho para atender o telefone e dizer eu você não está – nenhuma mentira é inocente. Não o incentive a furar uma fila já que “ninguém está olhando”. Não faça chantagem ou ofereça vantagens para seu filho para que ele faça o que você quiser. Ajude a formar cidadãos éticos, honestos e verdadeiros. Isso lhe dará a tranqüilidade de saber que você está fazendo o que é certo.
    • Faça trabalhos voluntários, você poderá ajudar outras pessoas em vez de olhar só os seus problemas e se sentir feliz por isso. Experimente.
    • Recicle seu lixo, você saberá que está ajudando a vida dos teus filhos e netos.
    • E tenha sempre em casa um vaso de plantas e flores, que deixam o ambiente colorido e cheio de vida.
    Chega  de fazer promessas em vão. Neste ano concentre-se nas pequenas coisas que você realmente pode fazer para tornar sua vida melhor.


    Por Ieda Dreger. 

    Veja também

    Educação é dever de quem?24/05/16 Uma das coisas mais difíceis que existe nesta vida é educar um ser humano, pois que demanda a nossa atenção por um tempo bastante longo se não por toda a vida. Alguns fatores apontam as causas da falta de limites na educação das crianças de um modo geral, destacando os valores morais que sumiram do nosso cenário, diante do enorme número de casos......
    Três gerações vivendo juntas...e bem! É possível?31/05/16  Três gerações diferentes viverem juntas na mesma casa, é um desafio. Mas é uma realidade cada vez mais próxima de nós, porque as famílias estão mudando. Há o fato de que os idosos......
    Erotização infantil, como lidar?25/05/16 Durante anos, grupos de axé formados por um vocalista e bailarinas vestidas com pouquíssima roupa e altas doses de sensualidade na coreografia eram garantia de legiões de espectadores. De alguns meses para cá a coisa piorou, e......

    Voltar para Blog