Postado em 24 de Maio de 2016 às 14h09

    Você mais feliz!

    Gerais (42)

    Aprenda a expressar a sua raiva!

    Porque engolimos a raiva com tanta freqüência mesmo sabendo que faz mal?

    Por três motivos: medo de perder o amor do outro, desejo de evitar conflitos, e proteção da própria imagem.
    As mulheres com fama de boazinhas sentem mais dificuldade em expressar a fúria e ainda quem use a máscara de superioridade para fugir dela negando que é vulnerável às ofensas alheias.
    Temos a figura da mãe e da esposa que associamos a docilidade e nutrição. Isso é fruto de nossa cultura. Por isso a mulher raivosa tende a se sentir má ou culpada. Mas os conflitos precisam ser superados e não camuflados. Engolir é péssimo e dissimular de nada adianta – as tensões acabam se manifestando por meio de doenças, dores, pensamentos e alfinetadas destrutivas.
    Os outros não “devem” ouvir sua raiva mas você pode sofrer por ela? Pense nisso.

    Por Ieda Dreger. 

    Veja também

    Você é um dependente afetivo?24/05/16 Há pessoas que se arrepiam só com a possibilidade de ficar dependente de alguém ou alguma coisa, passam a vida lutando contra isso, e algumas vezes tornam-se onipotentes, distantes e sós. E há pessoas que tremem apenas com a idéia de dependerem principalmente de si mesmo; confundem individualidade com solidão, abandono e rejeição. São as duas......
    O que é perdoar?24/05/16 Ao se falar em perdão, é comum nos remetermos quase de imediato a uma leitura religiosa, ou seja, o perdão sendo visto como unilateral, entendido como algo que doamos a alguém, um ato de desprendimento, generosidade e bondade com o......
    Acabando com as brigas constantes24/05/16 Todos os casais discutem e o conflito até é importante numa relação afetiva. No entanto, há discussões intensas, que nem sempre versam sobre assuntos importantes, que deixam marcas e que se transformam em novelos......

    Voltar para Blog