Postado em 24 de Maio de 2016 às 15h15

    Falando sobre sexualidade: O que é verdade?

    Sexualidade (13)

    A curiosidades, conceitos do senso comum, os próprios tabus e os tantos mitos acerca desse assunto. Assunto este que merece relevância em toda sua complexidade, e mais exige aprendizado.

    Nunca sabemos tudo sobre um determinado assunto, quem dirá sobre a sexualidade, que é um assunto sobre o qual estamos ainda aprendendo a falar. É preciso que estejamos sempre dispostos a saber mais, buscar mais conhecimento de nós e do outr, do ser humano em sua totalidade, isso serve para trazer mais harmonia nos relacionamentos afetivo-sexuais.

    Considerando as muitas curiosidades e mitos que ainda permeiam o pensamento de muitas pessoas, foram elaboradas algumas questões que podem desmistificar alguns mitos sobre sexo e sexualidade.

    1. O ato sexual ocorre apenas com a penetração vaginal!

    O ato sexual é bem mais amplo, podendo ser praticado de várias formas, isto é, como a prática do sexo oral, sexo anal, estimulação clitoriana. As formas de se obter prazer sexual é o que importa. A penetração do pênis da vagina é apenas uma forma.

    As mulheres são menos sexuadas do que os homens!

    Não há diferença nesse aspecto, a sexualidade é igual para homens e mulheres.

    Durante muito tempo se falou que mulheres eram menos sexuadas que os homens, como se o homem não pudesse ficar sem sexo e a mulher sim.

    A diferença nisso é que a mulher tem uma dificuldade maior em liberar suas fantasias porque sempre foi muito mais reprimida. Além disso, o homem estimula-se pelo olhar. Olha e se excita. A mulher se apega mais a gestos e sentimentos. Mas estamos longe daquela crença de que as mulheres somente se envolvem sexualmente quando estão apaixonadas. Muitas mulheres buscam sexo pelo prazer do sexo unicamente.

    A esterilização (tanto em homens como em mulheres) afeta o sexo, diminuindo o desejo!
    Qualquer procedimento cirúrgico desse tipo só irá evitar uma gravidez, não alterando o desejo sexual.

    Tamanho do pênis é documento!

    Na cultura comum, isso é bem discutido, porem, o que mais importa pra um bom desempenho sexual é a rigidez peniana (ereção e manutenção dela) no ato da penetração, assim como o "vai e vem". O prazer não provém do tamanho. Até porque a parte mais sensível da vagina encontra-se nos 5 primeiros centímetros. A grande reclamação que ouço diariamente das mulheres é de homens que não conseguem ajudar no prazer da mulher por estarem muito comprometidos apenas com o deles. Isso é o pior. E digo ajudar porque ninguém é responsável absoluto pelo prazer do outro. Cada um precisa conhecer seu corpo para saber qual a melhor forma de sentir prazer, a fim de se propiciar e explicar ao outro. Afinal, ninguém tem bola de cristal. E como vou dizer o que gosto se nem eu mesma sei? Daí a importância do auto-conhecimento.

    Além disso, muitas mulheres tem prazer clitoriano, não vaginal, ou seja, prazer pela estimulação do clitóris, não pela penetração.

    O homem não deve expressar seus sentimentos!

    Nossa cultura determinou isso, que menino não chora, tem que ser forte. O homem tem o direito sim de expressar o que sente, ele é um ser humano e tem sentimentos, expressa-los não vai torná-lo menos homem. Aliás, muito frequentemente a expressão dos sentimentos do homem auxilia a estabelecer relações mais amigáveis e sensíveis.

    Sexo é bom apenas quando se consegue o orgasmo simultâneo!

    Em absoluto. Sexo é aprendizagem, é respeito ao limite do outro. É claro que quando um casal consegue chegar ao orgasmo simultaneamente, deve ser ótimo, a sensação esperada por qualquer casal, mas isso não pode ser regra, pois a tensão em tentar se chegar ao orgasmo simultâneo pode estragar o ato sexual, e gerar grandes desconfortos para o casal.

    Um homem não pode dizer não ao sexo!

    Quem disse isso? O homem pode sim dizer não ao sexo,com tanto estresse, acúmulo de tarefas, isso tudo pode contribuir para o homem estar cansado e de não querer fazer sexo, mas isso não pode influenciar negativamente na sexualidade dos homens.

    É errado ter fantasias sexuais!

     

    Pelo contrário, as fantasias sexuais, são desejos reprimidos, que podem e devem vir a tona na hora do sexo. Torna-se um grande incremento na atividade sexual. Procure realiza-las sem receio, mas sempre procurando respeitar as vontades e limitações do parceiro.

    Sexo anal sem camisinha, pode engravidar!

    A camisinha sempre deve ser usada, pois os espermatozóides são muito espertos e rápidos, ou seja, pode o esperma escorrer para a vagina e assim haver a fecundação. Além disso, sexo sempre com camisinha para evitar doenças sexualmente transmissíveis.
    A nossa educação e cultura exercem forte influencia nos conceitos que temos sobre o sexo e a sexualidade.

    Geralmente uma relação duradoura acaba trazendo mais conforto para se falar de intimidades, de vontades e fantasias, tornando o sexo algo mais prazeroso.
    Devemos sempre buscar o dialogo, o autoconhecimento, a intimidade com os nossos parceiros,para que os esclarecimentos estejam sempre presentes, tornando a atividade sexual mais confiante ,segura e feliz. Se você tiver alguma dificuldade com relação a sexualidade, busque um terapeuta sexual, certamente ele estará apto e lhe auxiliar.

    Por Ieda Dreger. 

    Veja também

    Síndrome do Pânico, O que é?24/05/16 O pânico é uma "super crise de ansiedade", normalmente acompanhada de sintomas físicos e que acontece sem aviso e sem causa aparente, podendo pegar uma pessoa de surpresa em qualquer situação: dirigindo, trabalhando, em casa ou mesmo dormindo. A sensação é de morte iminente, mesmo que a pessoa não esteja exposta há nenhum risco real.......
    Quando a comunicação na internet causa problemas24/05/16 Hoje abordo um tema muito comentado. A internet e suas associações. Porque associações? Porque a internet é uma forma fantástica de nos conectarmos ao mundo, buscarmos assuntos diversos, viajarmos sem sairmos do......
    Como nos adaptamos às mudanças?24/05/16 Conversando com um casal de idosos e ouvindo suas histórias, fiquei pensando nos inúmeros desconfortos que temos nos dias de hoje. Eles gostam muito de nos relatar as suas dificuldades, que eram realmente muitas. No entanto,quase todas elas......

    Voltar para Blog